logo ecofunding

Créditos de Carbono

O QUE SÃO CRÉDITOS DE CARBONO?

Os créditos de carbono são parte essencial do esforço global para combater as mudanças climáticas. Eles funcionam como instrumentos financeiros que representam a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE). Abaixo, detalhamos uma visão geral sobre os créditos de carbono, seu funcionamento e importância.
Unidade de Medida: Um crédito de carbono equivale à redução de uma tonelada métrica de dióxido de carbono ou de um gás de efeito estufa equivalente.
Moeda Ambiental: Podem ser vistos como uma moeda que quantifica o esforço de redução ou remoção de emissões de gases de efeito estufa.

COMO FUNCIONA O MERCADO DE CRÉDITOS DE CARBONO?

Geração de Créditos: Créditos são gerados por projetos que reduzem, evitam ou capturam emissões. Exemplos incluem reflorestamento, projetos de energia renovável, captura e armazenamento de carbono, entre outros.
Comércio: O mercado permite que entidades que reduzem emissões além de suas obrigações vendam créditos de carbono para entidades que precisam ou desejam compensar suas emissões.
Regulação: O mercado é regulado por normas internacionais, como o Protocolo de Kyoto e o Acordo de Paris, e pode também estar sujeito a regulamentações nacionais ou regionais.
Compliance e Voluntário: Existem dois tipos de mercados de créditos de carbono - o mercado regulado (compliance), para empresas e países que estão legalmente obrigados a reduzir emissões, e o mercado voluntário, para aqueles que desejam compensar suas emissões por iniciativa própria.

POR QUE OS CRÉDITOS DE CARBONO SÃO IMPORTANTES?

: Criam um incentivo financeiro para a redução das emissões, tornando mais lucrativo investir em tecnologias limpas e práticas sustentáveis
Flexibilidade: Oferecem flexibilidade para empresas e países que enfrentam desafios na redução direta de suas emissões
Financiamento de Projetos Sustentáveis: Os recursos obtidos pela venda de créditos de carbono podem financiar projetos de sustentabilidade que, de outra forma, poderiam não ser viáveis.
Não Substituem Reduções Diretas: A compra de créditos de carbono não deve ser vista como substituta para a redução direta de emissões. Empresas e países devem priorizar a redução de sua própria pegada de carbono antes de recorrer à compensação.
Risco de Greenwashing: Há um risco de que a compra de créditos de carbono seja usada para melhorar a imagem de uma empresa sem esforços reais de sustentabilidade, o chamado greenwashing.
Integridade dos Projetos: A qualidade e a integridade dos projetos geradores de créditos de carbono são essenciais para assegurar que as reduções de emissões sejam reais, mensuráveis, permanentes e adicionais.

CONCLUSÕES

Os créditos de carbono são ferramentas valiosas na luta contra as mudanças climáticas, oferecendo um meio para mobilizar recursos financeiros para a transição para uma economia de baixo carbono. Embora não sejam uma panaceia, eles são componentes importantes de uma estratégia multifacetada para alcançar as metas de redução de emissões globais e promover a sustentabilidade ambiental, econômica e socials